Saúde

Dicas para combater a depressão

Estima-se que 25% da população do Brasil tenha depressão por esse motivo essa doença vem sendo chamada como a doença do século.

Depressão é um conjunto de sintomas que abrange o organismo como um todo, afetando negativamente o físico, o humor e até a forma como a pessoa vê o mundo ao seu redor.

Uma pessoa com depressão pode ter uma visão de realidade distorcida sobre si mesma e sobre o seu lugar no mundo que não deixe nenhuma esperança para a felicidade.

Infelizmente a depressão rouba a perspectiva de que existe uma luz no final do túnel e pode conduzir a pessoa a uma situação realmente incapacitante como o suicídio.

Só para se ter uma ideia o número de mortes por suicídios no Brasil aumentou 12% em quatro anos. Com isso o avanço do problema é um fato que precisa ser combatido urgentemente.

E devido a isso separei algumas dicas de como combater e até mesmo evitar a depressão.

Combatendo a depressão

Dicas para combater a depressão

Muitas pessoas estão usando alguma pílula para inteligência a fim de combater a depressão. Isso porquê alguns dessas pilulas contribuem para o aumento dos neurotransmissores serotonina e dopamina.

Esses dois neurotransmissores em especial são conhecidos como os hormônios da felicidade. A dopamina, por exemplo, ajuda a agir em direção a metas, desejos e necessidades, e nos dá uma onda de prazer quando conseguimos.

A serotonina flui quando você se sente importante. Solidão e depressão aparecem quando a serotonina está ausente.

Por isso, aumentar esses dois neurotransmissores são uma ótima estratégia de acabar e de evitar a depressão.

E uma das maneiras de aumentar esses neurotransmissores é através da alimentação e com a atividade física.

Além de aumentar a serotonina e dopamina, a prática regular de exercícios aumenta a quantidade de endorfinas no corpo, que são responsáveis por uma sensação de bem-estar reconfortante.

Ter uma alimentação saudável é outra maneira de combater a depressão porquê faz com que o organismo receba todos os nutrientes necessários para funcionar da maneira adequada. Uma alimentação balanceada ajuda a produzir mais serotonina, aumentando o bom humor e ajudando no combate da depressão.

Porem existem certos alimentos que podem acelerar e aumentar a produção desse importante neurotransmissor. Alguns desses alimentos são a castanha-do-pará, nozes, amêndoas, melancia, leite, abacate, ovo, mel, peixe, laranja e maçã.

Dormir pouco pode piorar os sintomas da depressão. Por isso uma das maneiras de combater a doença é dormindo bem. É muito importante ter uma rotina para dormir deitando-se e levantando-se sempre no mesmo horário, cortando as sonecas no meio do dia e mantendo distrações e equipamentos eletrônicos longe do quarto.

Leia também: Como perder barriga?

Padrão
Beleza, Emagrecimento, Saúde

Como perder barriga?

Perder barriga pode ser uma tarefa muito complicada quando não se tem informações necessárias.

Por isso esse artigo vai esclarecer como você pode perder barriga de um jeito mais fácil, descomplicado e sem precisar tomar nenhum remedio para emagrecer.

A perda de gordura abdominal está muito ligada a alimentação e ao metabolismo. Portanto, para perder barriga o mais rápido possível é necessário ter uma alimentação balanceada e manter sempre o metabolismo acelerado.

Alimentação para perder barriga

Os alimentos ricos em gorduras trans e os que possuem poucos nutrientes devem ser tirados da alimentação. Esses alimentos são os famosos alimentos industrializados e os fast foods.

Hambúrguer, batata frita, salgadinhos, bolachas, bolos de caixinha, cookies, barrinhas de cereais industrializadas, refrigerantes e sucos industrializados são carregados de açúcar e gordura trans, ou seja, deve-se evitar o consumo desses alimentos no processo de perda de gordura abdominal.

Alimentação para perder barriga

Para uma alimentação para perder barriga é necessário consumir alimentos ricos em proteínas e vitaminas e minerais.

A proteína é um macronutriente fundamental na alimentação para perder barriga. Ela fornece mais saciedade fazendo com que o indivíduo consuma menos calorias durante o dia. Além disso a proteína ajuda acelerar o metabolismo o que garante mais queima de calorias durante o dia.

As vitaminas e minerais são importantes para o correto funcionamento do organismo. Elas atuam em conjunto controlando atividades das células e diversas funções do corpo como:

  • Estimula o apetite;

  • Desintoxicação do organismo;

  • Aumenta a imunidade;

  • Melhora a saúde da pele;

  • Melhora a saúde do cabelo;

  • Melhora a saúde cerebral;

  • Evita uma série de doenças cardiovasculares e cerebrias;

  • Entre muitos outras funções.

As vitaminas e minerais estão presente em grandes quantidades nas verduras, legumes e frutas. Portanto, o consumo desses alimentos é obrigatório em uma alimentação para perder barriga.

Outra mudança importante envolve beber água com maior frequência. A ingestão de água auxilia na regulação do organismo uma vez que é essencial para o funcionamento diário do intestino, eliminação de toxinas e excesso de eletrólitos pela urina e transpiração.

O ideal é consumir 3 litros de água por dia, principalmente para pessoas que sofrem com retenção de líquido. Além disso, um corpo bem hidratado ajuda queimar calorias porquê a água ajuda acelerar o metabolismo, principalmente a água gelada.

Confira mais benefícios da água no organismo:

Acelerar o metabolismo

Acelerar o metabolismoA principal forma de manter o metabolismo sempre acelerado é através da atividade física.

Os exercícios de alta intensidade, crossfit, musculação e atividades de luta como jiu-jitsu são as melhores atividades físicas para manter sempre o metabolismo acelerando queimando gordura.

Portanto, fazer alguma dessas atividades pode ser uma ótima estratégia para você perder gordura abdominal.

Outra maneira de manter o metabolismo acelerado é através da alimentação. Certos alimentos têm o “poder” de elevar a temperatura do corpo fazendo com que o mesmo “lute” para ficar na temperatura normal.

Esses alimentos são chamados de termogênicos e eles estão a pimenta vermelha, canela, gengibre, café, chá-verde, vinagre de maçã, chá de hibisco e óleo de coco.

E por último, é bom destacar que muitas pessoas acabam confundindo a cirurgia de abdominoplastia como uma cirurgia para tirar gordura da barriga. Entretanto, essa cirurgia serve para tirar o excesso de pele da região abdominal.

Para saber mais sobre essa cirurgia, clique aqui.

Padrão
Saúde

Causas e Tratamentos para Azia

Pýrosis é uma palavra grega que significa ação de queimar. Sua tradução para português é pirose. O termo é utilizado quando temos queimação no estômago. Entretanto, conhecemos esse efeito mais pelo uso da palavra azia. Essa sensação é originada, em geral, pela ação do ácido gástrico fora da região estomacal.

Além da queimação, a azia pode se acompanhada por dor, sensação de estômago cheio, gosto de ácido na boca, má digestão, refluxo dos alimentos, entre outros sintomas. Se você sofre com azia, precisa ficar atento, pois ela não é um diagnóstico, em sim apenas um sintoma. Quem sofre de azia constantemente pode ter problemas no refluxo gastroesofágico, úlcera, câncer no esôfago, no estômago e, em alguns casos, é sinal de gravidez. Por isto, se você tem azia com frequência, precisa procurar um médico especialista para identificar a causa e indicar o tratamento correto.

Abaixo listamos fatores que podem desencadear a azia, sugerindo, basicamente, mudanças de hábito para reduzi-la ao máximo.

Má alimentação

O estilo de vida é um dos principais desencadeadores de azia e, entre esses elementos, a alimentação é central. Se você tem azia vale a pena evitar excesso de gorduras, frituras, frutas ácidas, refrigerantes, cafés, chocolates, bebidas muito quentes, álcool e tóxicos. Reduza ou evite tais alimentos, introduzindo uma nova rotina alimentar que não favoreça a azia, alimentação saudável é primordial para conquistar a  saúde ideal.

Outro fator é o excesso ou a falta de alimentação. O excesso de alimentação gera dificuldades digestivas, levando o suco gástrico em direção ao esôfago. De igual modo, ficar muito tempo sem comer causa um acúmulo do ácido gástrico, possibilitando um refluxo. A dica é comer mais vezes ao dia, de 3 em 3 horas, mas em pequenas quantidades. Evite comer até estar totalmente satisfeito: pare quando tiver 80% de satisfação.

Cuidados após comer

Não raro as pessoas sentem sono e se deitam após a alimentação. Este é um hábito pode facilitar o refluxo dos ácidos digestivos, devido à posição de ficar deitado. É importante esperar algum tempo, sentado ou em pé, após comer. Tomar cafés ou chás escuros também deve ser evitado após a alimentação para evitar a azia. Chás claros são mais propícios, assim como o chá de camomila pelo fato de combater a irritação nas paredes do estômago e esôfago.

Obesidade

Sobrepeso causa pressão no estômago (do mesmo modo que gravidez pode gerar sensação de azia), fazendo com que os ácidos gástricos percorram em direção ao esôfago. Atividades físicas são essenciais. Trinta minutos de caminhada por dia não combate a obesidade e melhora o corpo como um todo, gerando diversos benefícios.

Antiácidos

A azia pode ser combatida com antiácidos. Contudo, reafirmamos que a azia não é um diagnóstico, mas sim um sintoma. Ter azia de modo esporádico é algo comum, porém, pessoas que tem azia frequente, de duas a três vezes por semana ao longo de oito semanas, podem ter algo mais grave. Antiácidos atuam somente no efeito da azia, não combatendo sua causa original. Por isso é indispensável a ação médica.

Um boa maneira de resolver esse problema é com conhecimento, o livro digital vencendo a azia foi escrito com conteúdo detalhado e completo sobre como cuidar da azia, refluxo e gastrite de maneira a eliminá-la do seu dia a dia.

Padrão